ARTIGOS E PROJETOS DOS PROFESSORES DA ESCOLA










TEREZINHA M. DEBIAGI MIGLIORANZA
















O JOGO NA APRENDIZAGEM DE CRIANÇA
DO PRIMEIRO CICLO






















TOLEDO
2013






O JOGO NA APRENDIZAGEM DE CRIANÇA DO PRIMEIRO CICLO




1 INTRODUÇÃO
A coexistência diária com alunos dentro da sala de aula do ensino fundamental evidencia uma grande problemática que é a do professor conseguir êxito com seus educandos em matemática.
Há preocupação, por parte dos professores, no sentido de encontrar meios ou maneiras que tornem mais atrativas e simples as explicações de alguns conteúdos aos educandos, pois é preciso torná-los de fácil assimilação, compreensão e motivo de reflexão para que com isso o aluno possa enfrentar as novas situações que irão ocorrer em sua vida.
Diante dessas dificuldades o educador enfrenta grandes obstáculos em relação ao aluno, aos pais e ao conteúdo. O professor tem de ser um pesquisador em sala de aula, observando os avanços e os problemas enfrentados por seus alunos, e deve instigá-los, para que eles também sejam pesquisadores, descobrindo o fato cientifico por meio da experimentação e relacionando-o com a vida cotidiana.
Os jogos, se convenientemente planejado, são um recurso pedagógico eficaz para a construção do conhecimento matemático.
Vygotsky afirma que através do brinquedo a criança aprende agir numa esfera cognitiva, sendo livre para determinar suas próprias ações. Segundo ele o brinquedo estimula a curiosidade e a autoconfiança, proporcionando o desenvolvimento da linguagem, do pensamento, da concentração e da atenção.
Para Piaget (1994) os jogos consistem numa simples assimilação funcional, num exercício de ações individuais já aprendidas gerando, ainda, um sentimento de prazer pela ação lúdica em si e pelo domínio sobre as ações. Portanto, os jogos têm dupla função: consolidar os esquemas já formados e dar prazer ou equilíbrio emocional à criança.
Os jogos podem ser usados para introduzir e para aprofundar conteúdo já trabalhado. Devem ser preparados e escolhidos com cuidado para levar o educando a adquirir conceitos matemáticos. Devemos utilizá-los como instrumento de aprendizagem, facilitador, colaborando para trabalhar os bloqueios que os educandos apresentam em relação aos conteúdos matemáticos.


1.1 Justificativa


O ensino da matemática muitas vezes se torna o “bicho-papão” e tem sido percebido como algo monótono para o educando, em que os professores transferem conceitos fundamentais através de aulas tediosas e maçantes.
Acreditamos que a utilização do material concreto, lúdico, auxilia e contribui para a eficácia do aprendizado do educando que através, do simples “brincar”, não apresenta limites, antes encontrados dentro da sala de aula em certas matérias, ou seja, permite ao educando evoluir no seu próprio ritmo.


1.2 Objetivo


1.2.1 Objetivo geral


  • Estimular o desenvolvimento matemático de alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental, auxiliando com atividades com jogos e a melhoria em sua produção escolar.


1.2.2 Objetivos específicos
  • Refletir alguns aspectos fundamentais na estruturação do processo psicopedagógico tendo em vista a construção do conhecimento matemático. Demonstrando por parte da criança através do uso de jogos de regras.
  • Desenvolver o raciocínio lógico-matemático;
  • Fazer com que a criança relacione os símbolos (números) e quantidade
  • Estimular a memória;
  • Oportunizar a memória
  • Vivenciar momentos de descontração e alegria e assim adquirir o gosto pela matemática;
  • Desenvolver cálculos mentais, fixar a multiplicação e a adição;
  • Desenvolvimento e estratégia de jogo;
  • Estimular a observação e concentração.




2 METODOLOGIA
Inicialmente serão selecionados os jogos, sob a supervisão da Psicopedagoga e do professor regente. A escolha dos jogos deve ser coerente com os objetivos propostos em sala de aula e contribua para aquisição dos conceitos matemáticos, desenvolva o raciocínio lógico, estratégia de jogo, etc.
Após a definição dos jogos, aplicaremos uma vez por semana, de forma grupal e individual, promovendo desenvolvimento moral, intelectual, social e físico do educando.
O desenvolvimento do projeto terá inicio com os alunos do 2º ano, 3º ano, 4º ano e 5º ano, na sala de aula, com duração de 45m, uma vez por semana, no período de um bimestre ou quanto se fizer necessário para atingir os objetivos propostos. Após atingir os objetivos, oportunizaremos os demais alunos.


3 JOGOS UTILIZADOS:


Explorar alguns jogos:
Cubra e Descubra;
Sabonete;
Tapa;
Jogo do formar 10;
Jogo dos dados;
 Batalha;
Salute;
 Avançando com o resto;
Jogo do mais próximo possível;
Achei





BIBLIOGRAFIA
PIAGET, Jean. O Juízo moral na criança. São Paulo, 1994. ROSAMILHA, Nelson. Psicologia do jogo e aprendizagem infantil. São Paulo: Pioneira, 1979.

VYGOTSKY, L.S. et al. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 1998 a.


MIGLIORANZA, M. Terezinha. O jogo na aprendizagem de criança do primeiro ciclo. Toledo – PR. UNIPAR, 2001.






PROJETO JOGOS MATEMÁTICOS






PROJETO

O JOGO NA APRENDIZAGEM DE CRIANÇA DO PRIMEIRO CICLO

O jogo, a brincadeira é uma constante na vida das crianças, tudo ela transforma em brincadeira para poder entender melhor seu mundo infantil. Quando ingressa na escola não é diferente, ela vai procurar tornar as coisas mais simples e atraentes para sua aprendizagem, em alguns casos é fácil essa transformação, mas em outros as crianças irão precisar da ajuda de alguém que lhe ensine o caminho para esse prazer, é nesse momento lúdico que o professor entrará em ação. O professor através de jogos e brincadeiras poderá fazer com que a criança aprenda brincando e tenha gosto pelo que faz. O projeto; O JOGO NA APRENDIZAGEM DE CRIANÇA DO PRIMEIRO CICLO,veio para auxiliar, aprofundar os conteúdos já trabalhados em sala de aula. Sendo assim devem ser preparados e escolhidos com cuidado para levar o educando a adquirir conceitos matemáticos. Devemos utilizá-los como instrumento de aprendizagem, facilitador, colaborando para trabalhar os bloqueios que os educandos apresentam em relação aos conteúdos matemáticos.
Agradecemos o apoio da direção e coordenação da escola e as professoras regentes e em especial a professora Elaine Piva professora de incentivo a leitura que está me auxiliando na confecção dos jogos e o professor Gênelle Krambeck da informática que postou o projeto no blog da escola.







 




fontes:http://difobservatorio2010.blogspot.com.br/ http://www.capes.gov.br/component/content/article/48-programas-especiais/5336-publicacoes-anteriores-observatorio-da-educacao

  ©Template designer adapted by Ana by anA.

Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?